Salários imorais, num país de misérias

Por: Anderson Gonçalves

http://praquetv.files.wordpress.com/2009/04/emissoras.jpg

Nos últimos dias não se ouviu falar em outra coisa, por parte dos meios de comunicação, senão em dinheiro, dinheiro (!), propostas milionárias, salários exorbitantes. Fala-se em algo em torno de 3 milhões de reais por mês (@#$%!), para a contratação de um único apresentador, o Augusto Liberato, popularmente conhecido como Gugu, pela Rede Record de Televisão. Já Senor Abravanel, dono da emissora que é a principal concorrente dos bispos, ataca de outro lado, contratando tudo o que o dinheiro pode contratar, com salários não tão menos extravagantes.

Mas o que faz um seleto grupo de pessoas serem merecedoras de tais gratificações, para muitas vezes, trabalharem apenas 4, 5 horas semanais, enquanto a absoluta maioria dos cidadãos trabalhadores labutão por mais de 160 horas, todos os meses, para garantir o seu pão de cada dia, com salários que por vezes são humilhantes.

Enquanto uma fatia generosa do bolo vai para as “pequenas” elites, migalhas é o que resta para a grande massa da sociedade. E quem paga o pato, no final das contas? Esta é apenas uma busca desvairada pela atenção do público (povão), mas o público em nada se beneficia, apenas assiste esse banquete tão farto, enquanto o seu prato está vazio.

Está certo, que constitucionalmente falando, não é crime, socialmente falando, não é antiético. Vivemos em um mundo capitalista, e isto é o que acontece quando o sistema impera. Porém, não deveria ser apenas uma questão de consciência, de valor humano, uma distribuição de renda um pouco menos imoral?

No país em que vivemos, já virou algo algo tão corriqueiro vermos uma criança de pés no chão, e um cidadão de jatinho fretado...

http://www.liegebarbalho.com/coluna/imagens/suzana-vieira-.jpg
http://3.bp.blogspot.com/_7I5nCXuIlps/Sja428oLTJI/AAAAAAAAZAQ/iOVkYpe3-m4/s400/faust%C3%A3o+gugu+1.JPG
http://4.bp.blogspot.com/_N-k_-gfTXrc/ShSUQKt5J9I/AAAAAAAAAaw/m5Bt2osAxlk/s320/eliana.jpg

11 comentários:

Bonellinha 26 de junho de 2009 10:14  

è verdade, mas quem paga o salario deles??????

hãn???

bj [via diHITT]

Anderson Gonçalves 26 de junho de 2009 10:15  

Bonelinha, acho que somos nós, que pagamos impostos e assistimos eles! Pois é claro, muitas coisas feitas pelas emissoras são isentas destes tributos, dai pagamos o pato!

Valeu pelo coment!
Fica na paz!

FranciscoCastro 26 de junho de 2009 10:16  

Olá, Anderson!

Isso é uma imoralidade que humilha as pessoas comuns com uns salários tão altos enquanto a grande maioria ganha um valor tão pequeno que quase não é suficiente para lhe garantir o seu próprio sustento.

Abraços

Francisco Castro

Anderson Gonçalves 26 de junho de 2009 10:16  

Olá amigo Francisco, estáva com saudade dos teus comentários!
É muito vergonhoso mesmo, isso chega a ser humilhante. Será que eles não se dão conta disto?

O pior é que vem um apresentador destes ai, se achando o bom feitor da humanidade, e dá (ou finge que dá) uma casa pra uma pessoa pobre, etc e tal. Mas tudo visando os anunciantes, e publicidade, audiência, e ainda assim, além de se tratar de um valor irrisório pra eles, muitas vezes esta "ajuda" nem sai dos seus próprios bolsos.

Obrigado pela opnião!
Forte abraço!

joycesanchotene 26 de junho de 2009 10:17  

Uma vergonha mundial. [via diHITT]

Anderson Gonçalves 26 de junho de 2009 10:17  

Estou envergonhado do meu país!!

Valeu pelo coment!
Fica na paz!

Lilly Soares 29 de junho de 2009 14:42  

Amigo, fazer o que? Tem gente que irá te rotular de comunista, esquerdista etc; só pq vc citou uma verdade vergonhosa, por questões de consciência e humanidade, essa errônea distribuição de renda, é uma vergonha.

Qto ao Layout do Blog, é o seguinte: Ficou lindo, mas se aquele que deu erro, não tivesse dado erro, eu teria ficado com ele, pq é a minha cara, só aquele Ipod e aquela xícara de café.... Hehehe, Este novo pode ter ficado harmonioso, mas não combina tanto comigo, qto o que deu erro... Pena né?

Anderson Gonçalves 29 de junho de 2009 14:57  

Pois é, muitos já me criticaram mesmo por eu ter um pensamento meio comunista. Mas acredito que nem seria preciso aderirmos ao socialismo, ou comunismo, que seja, bastaria vivermos um capitalismo mais justo, menos vergonhoso. Mas quem é que quer abrir mão de seus milhões pra isto?

Sobre o layout, pode até ser que não seja sua cara, mas acho, e é minha opnião apenas, que ficou a cara do seu blog.

Forte abraço!

Lavy 22 de novembro de 2009 19:23  

Não acredito que no sistema economico atual "Capitalismo" tenha lugar para o termo "mais justo" à que vc se refere,caro Anderson,gostaria que pudesse.Mas o capitalismo é a fonte das maiores injustiças socias,o que tende a crescer é o individualismo e a corrida pelo dinheiro.Até que um dia o próprio capitalismo destrua ele mesmo.

Valquiria Roldao - SP

Léo Mattar 28 de julho de 2010 14:47  

No Estadão do dia 26/06/2010 saiu a matéria de que o PIB per capita poderá ultrapassar os USD 10.000,00.
Como se pode explicar a geração de tanta riqueza dentro de um cenário onde a distribuição de renda é algo ridículo.
Mas de qualquer forma, restringindo um pouco a área de discussão e voltando-se ao que realmente interessa, vou tecer meus comentários em relação aos salários pagos a algumas pessoas em detrimento da miséria que foge aos nossos olhos.
Como já foi bem colocado anteriormente por vários colegas de causa, é inadmissível a percepção de valores exorbitantes a pessoas cujos programas são editados para serem exibidos por algumas horas em um único dia da semana.
Pessoal, se formos mais a fundo em nosso questionamento a respeito, veremos que a mídia exalta essas pessoas de tal maneira que acaba existindo a aceitação por parte da maioria da sociedade de que eles merecem estar onde estão e com os salários que recebem.
Já pensaram alguma vez, se existisse a possibilidade, em ir até um programa de mesa redonda onde estariam presentes alguns artistas, apresentadores e outros do meio que recebessem esses altos salários, e lá vocês tivessem a possibilidade de expor suas indignações? Não? Pois então eu já posso dizer neste momento, que no mínimo, esses "previlegiados" artistas, armados de lindos discursos feitos pelos seus apoiadores, seriam ovacionados pelo público, enquanto qualquer um de nós serviria de exemplo de chacota e humilhação pelo próprio público ao qual se pretendia defender os direitos de uma vida melhor.
Não há necessidade de se ir muito longe, sou contra também se pagar altíssimos salários a jogadores de futebol. Alguns dizem que é pelo fato de terem curtas carreiras, então merecem. Eu discordo, pois acredito que se poderiam investir melhor seus dinheiros ao invés de gastarem tudo em carros importados e ficarem dando festa para os amigos. Quero deixar bem claro que não estou condenando a maneira com que as pessoas gastam seus dinheiros, mesmo porque cada um sabe o que é necessário para si. Apenas condeno o modelo de vida que é adotado por quem ganha muito, procurando sempre dentro de um discurso vazio, buscar aprovação em manter um padrão de vida alto.
Tenho certeza de que se essas pessoas que se enquadram nesses perfis pudessem ler o que escrevi aqui, no mínimo iriam dizer o seguinte:
"queria ver se fosse você que pudesse ganhar todo esse dinheiro." Eu diria então que se eu fizesse o mesmo que essas pessoas eu seria tão errada quanto elas (não constitucionalmente falando mas dentro da ética social).
Para finalizar eu gostaria apenas de botar um pouco mais de lenha na fogueira e pergunto a todos:
O que faz um artista nesse padrão social usar de sua demagogia para ficar falando sobre políticos corruptos, lavagem de dinheiro, etc? Muito simples de responder: É a nossa aceitação, porque a mídia transforma essas figuras em nossos heróis. Nós os adoramos e acabamos achando justo a posição em que se encontram. Por outro lado em nada tem de diferente daqueles que roubam em Brasília. Se por um lado os que roubam no DF os fazem escondido, por outro esses artístas tiram a possibilidade de uma vida melhor para muitas pessoas, só que de forma legalizada (ética social no lixo).
Caro Anderson Gonçalves, você acabou de achar um irmão pela mesma causa.
Precisamos de mais pessoas como todos aqui que deram suas opiniões. Esse é o caminho a filosofia vem antes da construção da solução.
Porém, o que vemos hoje é que as pessoas esperam as leis surgirem para se adequarem a elas, e todos sabemos que isso não funciona, pois leis na mão de quem as elabora serve apenas para se manter determinado "status quo", ou seja fazer ou deixar de fazer apenas o que for de interesse de uma elite que predomina.

Abraço a todos

Léo Mattar 28 de julho de 2010 14:47  

No Estadão do dia 26/06/2010 saiu a matéria de que o PIB per capita poderá ultrapassar os USD 10.000,00.
Como se pode explicar a geração de tanta riqueza dentro de um cenário onde a distribuição de renda é algo ridículo.
Mas de qualquer forma, restringindo um pouco a área de discussão e voltando-se ao que realmente interessa, vou tecer meus comentários em relação aos salários pagos a algumas pessoas em detrimento da miséria que foge aos nossos olhos.
Como já foi bem colocado anteriormente por vários colegas de causa, é inadmissível a percepção de valores exorbitantes a pessoas cujos programas são editados para serem exibidos por algumas horas em um único dia da semana.
Pessoal, se formos mais a fundo em nosso questionamento a respeito, veremos que a mídia exalta essas pessoas de tal maneira que acaba existindo a aceitação por parte da maioria da sociedade de que eles merecem estar onde estão e com os salários que recebem.
Já pensaram alguma vez, se existisse a possibilidade, em ir até um programa de mesa redonda onde estariam presentes alguns artistas, apresentadores e outros do meio que recebessem esses altos salários, e lá vocês tivessem a possibilidade de expor suas indignações? Não? Pois então eu já posso dizer neste momento, que no mínimo, esses "previlegiados" artistas, armados de lindos discursos feitos pelos seus apoiadores, seriam ovacionados pelo público, enquanto qualquer um de nós serviria de exemplo de chacota e humilhação pelo próprio público ao qual se pretendia defender os direitos de uma vida melhor.
Não há necessidade de se ir muito longe, sou contra também se pagar altíssimos salários a jogadores de futebol. Alguns dizem que é pelo fato de terem curtas carreiras, então merecem. Eu discordo, pois acredito que se poderiam investir melhor seus dinheiros ao invés de gastarem tudo em carros importados e ficarem dando festa para os amigos. Quero deixar bem claro que não estou condenando a maneira com que as pessoas gastam seus dinheiros, mesmo porque cada um sabe o que é necessário para si. Apenas condeno o modelo de vida que é adotado por quem ganha muito, procurando sempre dentro de um discurso vazio, buscar aprovação em manter um padrão de vida alto.
Tenho certeza de que se essas pessoas que se enquadram nesses perfis pudessem ler o que escrevi aqui, no mínimo iriam dizer o seguinte:
"queria ver se fosse você que pudesse ganhar todo esse dinheiro." Eu diria então que se eu fizesse o mesmo que essas pessoas eu seria tão errada quanto elas (não constitucionalmente falando mas dentro da ética social).
Para finalizar eu gostaria apenas de botar um pouco mais de lenha na fogueira e pergunto a todos:
O que faz um artista nesse padrão social usar de sua demagogia para ficar falando sobre políticos corruptos, lavagem de dinheiro, etc? Muito simples de responder: É a nossa aceitação, porque a mídia transforma essas figuras em nossos heróis. Nós os adoramos e acabamos achando justo a posição em que se encontram. Por outro lado em nada tem de diferente daqueles que roubam em Brasília. Se por um lado os que roubam no DF os fazem escondido, por outro esses artístas tiram a possibilidade de uma vida melhor para muitas pessoas, só que de forma legalizada (ética social no lixo).
Caro Anderson Gonçalves, você acabou de achar um irmão pela mesma causa.
Precisamos de mais pessoas como todos aqui que deram suas opiniões. Esse é o caminho a filosofia vem antes da construção da solução.
Porém, o que vemos hoje é que as pessoas esperam as leis surgirem para se adequarem a elas, e todos sabemos que isso não funciona, pois leis na mão de quem as elabora serve apenas para se manter determinado "status quo", ou seja fazer ou deixar de fazer apenas o que for de interesse de uma elite que predomina.

Abraço a todos

Postar um comentário

Estou interessado na sua opnião!
Deixe seu comentário, é importante pra mim,
obrigado!!!

Obs: Se você não possui uma conta no google, ou em nenhuma das opções abaixo. (ex: wordpress, OpenID). Escolha a opção anônimo, ou NOME/URL. Neste último, basta preencher o campo com seu nome, e se quiser, colocar um link no campo do web site. É simples assim.

Obrigado por comentar!

Quem sou eu

Minha foto
Sou um pensador nato, e gosto de admirar a beleza da vida, pois se focar nas imundices, eu surto.

Meus blogs

Conheça também!


A Extraordinária
Simplicidade da Vida


Diário Diabetes

Visitantes no momento



Este blog possui atualmente

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

Seguidores (pessoas interessantes)

Comentaram aqui




Estatísticas do blog (dês de 04/02/09)



Blog cadastrado no Rec6

free counters

Mapa de visitantes





BlogBlogs

Origem das visitas



Páginas visitadas



[SELO_.jpg]

Meu primeiro selo!
Agradeço ao blog Exoticlic,
um blog que vale apena acompanhar!

Adicionar aos Favoritos BlogBlogs